sábado, 23 de agosto de 2014

Capitulo 21-"Então porque foges do que sentes?"

Olá meninas!
Dentro de alguns dias não vou poder continuar a postar com tanta regularidade por isto mesmo tenho tentado "recompensar" enquanto tenho tempo...
Espero que estejam a gostar da história mas queria imenso poder ler as vossas opiniões :)
Beijinhos para todas!




-Daniela não é primeira vez que vens à Luz ver um jogo.- falou o avô de Daniela com um sorriso.

-Não é a primeira vez mas o avô sabe que dispenso cá vir!

-Filha sabes que o teu avô sempre foi “doente” por este clube ,não custa nada acompanhá-lo a um jogo.- enquanto falou a mãe de Daniela olhou para o banco de trás, sorrindo-lhe.

Daniela não respondeu,soltou um longo suspiro e ao apoiar a cabeça sobre a mão esquerda ficou com um olhar preso no vidro todo o caminho até ao estádio.Ao entrarem ela reparou que o avô não as levava para a zona das bancadas.

-Avô porque raio vamos para um camarote?

-As tuas amigas também lá estão e como estive a falar com o Rúben ele convidou-nos a vermos este jogo nos camarotes.- ela revirou o olhar assim que o avô mencionou o nome de Rúben… Pouco depois chegaram ao camarote e encontraram Isa,Áurea, Olivia e Rui.

-A Helena não veio?

-Ela foi jantar a casa dos pais.- respondeu Isa a Daniela.-Não estava à espera que viesses..

-Pois nem eu! Se soubesse que vinha aqui parar tinha ficado no meu canto, que lá estava muito melhor!

-Não sejas assim Dani, fazes companhia à tua mãe e ao teu avô  e podes ver o Rú.-Daniela olhou-a levantando a sobrancelha com ar sério o que fez com que Isa não terminasse.

O avô de Daniela falava e falava com a filha apontando para cada recanto do estádio.Como orgulhoso benfiquista falava-lhe do estádio e da história do clube com um sorriso de orelha a orelha. Tal como a filha, Sofia não era adepta desta desporto mas ouvia o pai com atenção acabando também por ganhar “gosto” pelo futebol do glorioso!
Ele festejava cada golo como se não houvesse amanhã mas mesmo assim Isa conseguiu superar isto quando Javi marcou. Este golo para além de ter feito levantar todos os adeptos que ali assistiam ao jogo fez com que Isa “salta-se” da cadeira e não falasse de outra coisa durante os minutos restantes do jogo.

-Pronto já podemos ir!- disse Daniela agarrando na mala e levantou-se assim que se fez ouvir o apito final.

-Daniela podemos ficar mais um pouco…

-Mãe já estou cansada e Isa não se cala com o golo do Javi!

-Dizes isto porque querias ter um namorado que marcasse e dedicasse um golo em pleno estádio da Luz!-atirou Isa logo depois de Daniela ter falado.

-Oh sim…-atirou Daniela com sarcasmo.

Tanto o seu avô como a sua mãe e mesmo as raparigas conseguiram convencer a Daniela a ficar mais um pouco. Isa se estava  num estado de grande entusiasmo ao ver Javi  entrar no camarote,acompanhado pelos outros rapazes,atirou-se para o seu colo. 

-O teu avô quando me disse que ia  te tentar  convencer a vir não pensei que fosse mesmo capaz de tal coisa!

-Até parece que tenho odeio de morte a este clube…-respondeu Daniela a Rúben encarando-o .-Não gosto é de ver meia dúzia de paspalhos atrás de uma bola!

-É assim que me vês como um paspalho que anda atrás de uma bola?

-Pode se dizer que é um dos nomes que me vem à mente quanto penso em ti...

-Neste caso tens é de me dar oportunidade de fazer-te mudar de opinião.-Rúben ao falar com ar de “engatatão” dando alguns passos em frente mas Daniela logo o fez recuar.

-É que nem nos teus sonhos!

-Olha por falar nos meus sonhos, porque raio não vais à viagem?Já nos estava a imaginar só os dois…numa praia paradisíaca…Completamente deserta…-falava com um sorriso enorme nos lábios.

-Mas aquela fita que usas anda-te a pressionar demais a amostra de inteligência que tens?!- atirou secamente Daniela de imediato.

-Hei também não precisas ser estúpida!-falou Rúben com ar ofendido.

-É a única razão que vejo para andares a dizer estas cenas! Dispenso ir para qualquer lado de férias contigo muito menos para uma praia deserta!

-Nem sabes o que perdes!Ou melhor…-Rúben foi se aproximando e agarrou-a pela cintura colocando os seus lábios perto do ouvido de Daniela.- Depois dos momentos que já tivemos até que sabes o que perdes...-ao ouvi-lo Daniela não se ficou e deu-lhe com o salto no pé direito.-Fodasse!

-Isto só acontecesse porque não sabes tar calado!

-Mano estás bem?-ao ouvirem John, Daniela e Rúben olharam-no.

-Sim…Foi só uma cãibra.-Daniela soltou uma gargalhada.

-Tens a certeza que tá tudo bem?

-Ya mano,já tá tudo optimo!- disse Rúben endireitando-se.

-Ok..Olhem nós vamos jantar, querem vir?

Rúben aceitou ir com o resto do pessoal enquanto Daniela disse que iria até a casa. Não tinham nada planeado mas ela preferia ir para o seu cantinho do que levar o avô e mãe para um jantar com o resto do pessoal. Depois de chegar a casa Daniela vestiu um pijama bem quentinho e foi se deitar.

-Posso te fazer companhia?-perguntou a mãe de Daniela entrando no quarto.

-Claro mãe! – Daniela desviou um pouco os lençóis e a sua mãe deitou-se ao seu lado.

-A Isa e a Áurea ainda não chegaram, vão passar a noite em casa dos namorados?

-Talvez,eles foram todos jantar fora mas sim o mais provável é que não venham dormir cá a casa.

-Hmm…Pensei que como os teus amigos jogam no Benfica fosses ao estádio mais vezes, até podias levar o avô..- disse a mãe de Daniela mudando de tema de conversa.

-Não sou grande adepta de futebol, sei que o avô tem um grande amor por aquele clube e já cheguei a ir com ele ver um jogo mas dispenso por lá os pés cada vez que há jogo…

-Oh filha estavas a conversar com um rapazes que veio cá a casa jantar acho que é o Rúben o nome dele.- sem querer dar muito “bandeira” a mãe de Daniela foi tentando tocar no assunto que realmente lhe deixava curiosa!

-Sim chamasse Rúben.

-E conheceste-o quando vieste para Lisboa?

-Sim conheci-o na mesma altura que a Isa me apresentou o Javi.…-Daniela não pode de deixar de ficar um pouco intrigada por ver o rumo que a conversa estava ter.-Mas porquê?

-Por nada de especial…

-Mãe diga lá!- Daniela conhecia a sua mãe bem demais para ver que por de trás daquela resposta havia mais algo mais.

-Como te vi a falar com ele…E pela forma como ele olhava para ti.

-A forma como ele olhava para mim?!O que quer dizer com isto?

-Daniela disseram-me que se passava algo entre ti e aquele rapaz e depois da forma que vos vi a conversar pensei que ele seria mais do teu amigo..

-Mas quem é que lhe andou a contar estas baboseiras?!Oh espere já sei, foi alguma das raparigas! Fique a saber que nada disto é verdade, o Rúben é um amigo meu apenas!

-E são só amigos porque não queres admitir que ele mexe contigo ou porque realmente não sentes nada?

-Mãe temos mesmo de falar sobre isto...- disse Daniela tentando mudar o rumo da conversa mostrando-se até um pouco desconfortável por ainda estar a discutir aquele assunto.

-Sim temos porque acho que estás a esconder aquilo que sentes por ele com medo do dia de amanhã. Se gostas realmente do Rúben tens de dizer-lhe, por cá para fora o que sentes…Não podes deixar este medo meter-se no caminho!

-Eu não tenho medo nenhum a meter-se no meu caminho!

-Então porque foges do que sentes?- Daniela tinha olhar preso no de Sofia e ao ouvi-la ficou em silêncio. Sem conseguir lhe dar uma resposta baixou a cabeça.-  Sei que sempre quiseste manter este “escudo” à tua volta e manter esta faceta que aguentas qualquer trambolham que a vida te faça dar mas não devias te isolar e ignorar o que sentes com medo do rumo que as coisas poderão tomar...Estas tentativas forçadas de te protegeres só  fazem com que te magoes ainda mais. Segue o que sentes, assim é que puderas ser feliz.

-Mãe.- com a voz um pouco rouca Daniela falou olhando outra vez para a mãe.-Agradeço a sua preocupação mas…Estou muito bem como estou.- forçou um sorriso ao falar.-Seja lá quem foi que lhe pôs na cabeça estas teorias sem sentido nenhum  está enganado pois fique a saber que o Rúben é mesmo só meu amigo…E agora vamos mudar de conversa.

Numa questão de segundos Daniela  mudou o rumo em que a conversa estava a tomar e mesmo não tendo tido todas as respostas que queria Sofia não insistiu mais com a filha. 

***

Nos últimos dias as raparigas andaram a reunir tudo para a noite de hoje…Sendo a manhã de 24 de Dezembro tudo se levantou da cama mais cedo do que habitual!Para as mais “desorganizadas” havia prendas para comprar, comida a fazer para a consoada e manter tudo sob controlo para a noite de hoje correr sem qualquer problema!
Olvia e Helena tinham ido às compras, Áurea logo pela manhã foi para a casa dos pais ,Daniela foi para a cozinha e Isa para a sala.

-Precisas de ajuda Isa?- perguntou Sofia ao entrava na sala vendo Isa sentada no tapete perto da mesa, fazendo ainda alguns embrulhos.

-Não obrigada, falta-me só embrulhar mais dois.- respondeu-lhe com um sorriso enquanto a mãe de Daniela se sentava no sofá.

-Isa quanto à viagem que vais fazer com o vosso grupo de amigos já marcaram as passagens?

-Sim já.Vamos pela manhã no dia 27.

-Pois quanto a isto tinha algo para te pedir…

***

Cada uma das raparigas foi passar a véspera de Natal com a sua família. Daniela e a sua mãe foram as únicas que voltaram para casa já que outras raparigas ficaram em casa dos pais a dormir na noite da consoada.
  Como foi a primeira a levantar-se Daniela veio até à cozinha e começou a preparar o pequeno almoço. Quando este ficou pronto foi acordar a mãe e comeram juntas. Enquanto  tomavam o pequeno almoço as raparigas foram chegando. Primeiro Helena, de seguida a Olivia e pouco depois a Áurea e a Isa. Foram todas para os seus quartos, exceto Isa que ficou na cozinha a fazer companhia a Daniela e à mãe.

-Vou tomar banho até já.-disse Daniela e saiu da cozinha.

-Agora que ela foi se embora podemos falar mais à vontade!Quanto aquilo que me 
pediu ontem já está tudo tratado!-Isa sentou-se ao lado da mãe de Daniela.

-Ainda deu para marcar a passagem para a Daniela?

-Sim ontem passei na agência e está tudo tratado, tenho  a passagem no meu quarto e tudo.- sorriu.-Falta só reservar quarto para ela mas amanhã trato disto.

-Muito obrigada Isa!

-Eu é que lhe agradeço assim a cabeça dura da sua filha não vai perder esta semaninha na Republica Dominica!

***

Depois de ter tomar o seu banho Daniela enrolou uma toalha em volta do seu corpo e foi procurar pelo seu roupeiro algo para vestir. Como hoje não iria sair de casa escolheu usar um fato de treino.

-Filha posso?

-Claro mãe entre.-respondeu Daniela.Sofia entrou e fechou a porta, aproximou-se um pouco da cama e sentou-se.- Precisa de alguma coisa?

-Tenho uma coisinha para ti…-falou e estendeu a sua mão dando a Daniela  a passagem.

-Mas…Isto é uma passagem..Para a Republica Dominica…Mãe…

-Não!Não vale a pena insistires nesta ideia maluca de faltares a estas férias com os teus amigos e por isto mesmo é que te comprei a passagem!Agora não há desculpas vais e pronto!

-Mas a mãe.

-Vou ficar muito bem!- Sofia não deixou que Daniela continuasse.-É apenas uma semana Daniela. Quero que te divirtas e quando voltares teremos imenso tempo para estarmos juntas…- Daniela olhou para a passagem que tinha nas mãos.-Queres que te ajude a fazer as malas?

Ao ouvir a mãe Daniela sorriu.Não foi preciso ouvir o “sim” da boca de Daniela o sorriso nos seus lábios foi sinonimo que iria aceitar o presente da mãe. Sofia foi buscar as malas de viagem, colocou-as sobre a cama.
Estavam as duas a colocar umas peças de roupa dentro da mala quando bateram à porta do quarto.

-Dani tens aqui alguém que quer falar contigo.- anunciou Áurea abrindo a porta.

-Quem é?-Áurea não lhe respondeu com um pequeno sorriso nos lábios abriu um pouco mais a porta e afastou-se.-O que estás aqui a fazer?

-Se calhar é melhor deixar-vos sozinhos…- a mãe de Daniela pousa a camisola que tinha na mão sobre a cama e ao passar por Rúben cumprimentou-o com um sorriso saindo depois do quarto.

-Continuo à espera de uma resposta.

-Toma calma Dani, que vim em paz.-Rúben aproximou-se mais um pouco dela.-Estás a fazer as malas porquê?

-Porque a minha mãe me ofereceu uma passagem e vou com vocês para a Republica Dominicana, mas diz o que queres.

-Espera lá vens connosco?-Rúben não consegui disfarçar o sorriso ao falar.

-Sim vou…

-Então sempre posso imaginar nós os dois numa praia deser.

-Se vais começar com estas cenas dás meia volta e  vais chatear outro!-Daniela interrompeu-o.

-Pronto pronto…Deixamos os planos para as nossas férias para mais tarde.Vim cá para te dar isto.-Rúben deu-lhe um envelope branco. Daniela ficou com o seu olhar preso naquele envelope por uns segundos mas depois acabou por o agarrar.

-Um vale para uma dia no spa?

-Sim é para ti e para a tua mãe.

-Mas..Porquê?

-É a tua prenda de Natal. Como disseste que querias aproveitar estes próximos tempos para estar com a tua mãe achei que fosse a escolha certa.

-Ah…Obrigada…

-De nada.-após Rúben ter falado “caiu” um desconfortável silêncio entre eles dois.- 
Bem..Vou-me embora..

-Está bem e mais uma vez obrigada.- Rúben que estava já perto da porta ao ouvi-la sorriu, aproximou-se de Daniela e beijou-a no rosto. Quando o fez Daniela sentiu um arrepio a percorrer-lhe a espinha. O toque dos lábios de Rúben fez com que “congelasse” sem conseguir falar uma palavra.Ele olhou-a uma ultima vez antes de sair mostrando-lhe aquele sorriso tão característico.
   Depois de o ver sair do quarto Daniela não mexeu nenhum músculo .Olhou para o envelope que Rúben lhe tinha dado e engoliu em seco.Deu alguns passos em direcção da cama e sentou-se.

-Está tudo bem filha?

-Sim sim.- ao ver a mãe entrar no quarto Daniela rapidamente se “recompôs”.-Já podemos acabar de fazer as malas!- arrumou o envelope numa das gavetas da cabeceira.

-Não sei se me vais querer responder mas posso saber porque o Rúben te veio visitar?

-Ele veio me dar um vale para nós as duas podermos um dia no spa.

-Deixa ver se entendi ele veio cá a casa te dar um presente de Natal, que é um vale para irmos a um spa.

-Sim é isto mesmo…

-Foi muito atencioso e querido da parte dele....Mas o que lhe ofereceste?

-Hãn?Como assim o que lhe ofereci?

-O Rúben lembrou-se de ti o mais sensato era fazeres o mesmo, não me digas que o rapaz veio cá a casa ofereceu-te o seu presente e saiu daqui de mãos a abanar?

-Sabia lá que ele me ia dar o vale e o Rúben nem deve ter ligado ao facto de não ter um presente  para lhe dar..Afinal eu não estava à espera disto.

-Por isto mesmo! Ele foi muito atencioso em ter te oferecido o vale para pudermos passar um dia juntas no spa tu agora deverias retribuir!

-Depois penso melhor sobre assunto..Agora vou terminar de fazer as malas!

***

Não só a vinda de Rúben cá a casa, como também a conversa que tinha tido com a mãe pouco depois não saia da cabeça de Daniela…Durante toda a noite andou de um lado para o outro na cama sem conseguir pregar olho. Pouco depois de o sol se ter “levantado” Daniela não aguentou ficar mais um segundo naquele quarto. Primeiro tratou da sua higiene pessoal, de seguida mudou de roupa e antes de sair passou pela cozinha apenas para beber um café.
 No centro comercial parecia uma barata tonta sem norte. Olhava para as montras e cada vez mais se questionava sobre o que deveria levar.

-Bom dia. Se precisar de ajuda é só dizer.- falou-lhe uma rapariga com simpatia depois de Daniela se ter aproximado do balcão,olhando para os relógios que estavam na vidreira.

-Bom dia…Posso ver alguns destes modelos?-perguntou Daniela apontando para os diversos relógios que lá havia.

-Claro.É para homem ou para mulher?

-Para homem…-a empregada foi para o outro lado do balcão e tirou vários modelos de relógio masculinos.Colocando um a um sobre o balcão.

-Acha que alguns destes faz o estilo do seu namorado?

-Não, ele não é meu namorado!É para um amigo.- respondeu Daniela de imediato.

-Peço desculpa mas acha que alguns destes será uma boa escolha?- Daniela demorou uns segundos olhando para os vários relógios. Pegou mesmo em alguns deles vendo cada detalhe.

-Vou levar este.

A empregada sorriu e agarrou no relógio no que Daniela escolheu. Com este já embrulhado, Daniela pagou e saiu do centro comercial. 
  Estacionou o carro, tirou o cinto e respirou fundo…Agarrou o saco de papel e saiu. Tocou à campainha e esperou que Rúben abrisse a porta.

-Daniela..- ao vê-la ali Rúben mostrou-se surpreendido.-Entra!

-Espero que não esteja a incomodar mas também é rápido.- disse Daniela enquanto entrava.

-Não é claro que não estás a incomodar,está tudo bem?

-Sim,está..Vim cá para te dar isto.-Daniela deu-lhe o saco que tinha nas mãos.

-Isto é para mim?- perguntou Rúben  depois de retirar o relógio de dentro do saco.

-Sim é. Se não gostares tens  aí o talão, é só dares um saltinho à loja e trocas.

-Não vai ser preciso, obrigado.-com um sorriso foi para perto de Daniela enquanto os seus olhares estavam presos um no outro.Foi aproximando os seu rosto do dela, deixando os seus lábios a milímetros de distância podendo sentir a respiração de Daniela. Decidiu anular a distância que havia entre eles mas.

-O presente já está entregue por isto vou andando.-Daniela afastou-se virando costas indo em direção à porta.

-Não queres ficar mais um pouco?

-Não obrigada, vou ainda almoçar com a minha mãe é melhor ir até casa…Adeus.

***

O sol ainda nem tinhas nascido já as raparigas saiam de casa.Foram ao encontro do resto do pessoal no aeroporto.Quando estavam lá todos trataram de fazer o check in e após uma espera de cerca de duas horas foram para o avião.Após terem aterrado de táxi seguiram para o hotel e enquanto ficaram na entrada olhando para cada recanto Isa foi até ao balcão.

-Estão aqui os cartões dos vossos quartos.- ao voltar entregou os cartões dos quartos de cada um deles. Entregou um cartão a cada um dos casalinhos e outro a Helena.

-E o meu?- perguntou Rúben a Isa.

-Também  me falta dares o meu cartão.- disse Daniela.

-Houve um pequeno problema, como fiz a reserva do teu quarto em cima da hora o máximo que podem fazer é arranjar um quarto de casal.

-Deves estar a brincar!-atirou Daniela de imediato.

-Oh Dani não tenho culpa, sabes como andam os hotéis nestas épocas e depois a marcação foi feita em cima da hora queres o quê.

-Ok então vou voltar para ao aeroporto!-falou Daniela agarrando nas malas.

-Mas tás parvas, vais sozinha para o aeroporto e esperar pelo próximo voo para 
Portugal?!

-Sempre é melhor que partilhar um quarto com ele durante sete dias!

-Obrigadinha pela parte que me toca!-Daniela estava com os nervos em franja e assim 
que Rúben falou ela fuzilou-lhe com o olhar.

-Deixa de te fazer de coitadinho…Fico se puder ter o meu quarto..Já sei!Helena tu podes ficar com o Rúben e assim eu tenho o meu quarto!-Helena ao ouvir o que Daniela tinha tido olhou-a com um ar do tipo “estás a gozar certo?”.

-Precisamos de falar!-Helena falou indo em direcção a Daniela agarrou-a pelo pulso esquerdo e puxou-a para longe do resto do grupo.- Mas tu és parva ou fazes-te, achas mesmo que vou dormir na mesma cama que o Rúben!!

-Olha não queres tu nem eu!

-Pelo menos para ti já é habito!-Daniela olhou-a.-Ok desculpa lá isto mas fodasse Dani não vais dar cabo destas férias por causa de um erro do hotel. Podes até ficar no quarto com ele mas nem tens de o ver sem ser quando fores dormir mas por favor não vás em frente com esta ideia tresloucada de ires embora!


6 comentários:

  1. Quero mais!!!!!!
    Então acabasse assim????
    Não gostei! Preciso do próximo rapodinho!!!!
    BJ
    Maria

    ResponderEliminar
  2. Olá:
    Isto promete!!! Ai se promete!!!!
    Quero mais por favor!
    Adoro!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Ahahahahah a Helena foi um máximo com aquela do "pelo menos para ti já é hábito". Ahahahah e aquela da fitinha? Adorei!!!
    Quero tanto o próximo! Estou ansiosa para me rir com estas férias!

    Ps: A mãe da Dani está a sair melhor que a encomenda! E o Rúben? Começa a aprender alguma coisa. Aquilo do presente foi um passo muito bem dado.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    Bem, nao está facil isto entre a Daniela e o Ruben. Nao penso que o Ruben vá lá a armar-se em garanhão! Acho que a técnica dos presentes, do carinho, do cavalheirismo, resultará melhor!
    E quanto a dividir o quarto...Oh Dani poe o rapaz a dormir no chao senao..."para ti ja é habito" ahahahah Pode ser que corra bem...ou nao!
    Espero para ver!! Sorry pela minha demora. Sou sempre a mesma!

    Besazo
    Ana Santos

    ResponderEliminar