segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Capitulo 23- " Por uma vez na vida atira-te de cabeça porra!"



Olá meninas!
Espero que gostem do capitulo mas queria mesmo saber as vossas opinioes, pode ser?
Beijinhos e boa semana!




Após a conversa de ontem com Helena, Rúben tinha agora como objectivo fazer Daniela superar o medo que tanto a prendia....Tinham voltado ao quarto depois de tomar o pequeno almoço quando Rúben procurou por Daniela. Encontrando sentada na varanda.

-O Javi ligou para nos encontrarmos com ele perto da praia.- Daniela ao ouvi-lo olhou-o.

-Ah ok ok.

Rúben esperou que ela agarrasse no seu telemóvel e quando estava pronta saíram.
 A cerca de cinco minutos de um grande areal havia um alto monte.Daniela à medida que ia subindo olhava em volta e por mais que fosse bonita a vista questionava se estaria no topo estaria mesmo o resto do pessoal à sua espera.Quando chegaram ao topo Daniela olhou em frente e não queria acreditar no que estava a ver.

-O que é isto Rúben?

-Vamos saltar de parapente!- respondeu-lhe Rúben com um sorriso enquanto Daniela tinha os olhos presos no homem que ali estava mexendo no equipamento do parapente.

-Mentiste-me dizendo que o pessoal estava à nossa espera só para me arrastares para esta maluquice!É que nem penses que me vou atirar daqui abaixo pendurada naquilo!

-Porquê?

-Porque o meu plano era vir de férias não matar-me!

-Ninguém vai matar ninguém e este gajo que vai saltar connosco é profissional.

-Desculpa mas não!-Daniela falou e ia virar costas mas Rúben agarrou-a pela braço fazendo o seu corpo bater contra o dele.

-Não planeei isto para depois fazeres o que fazes sempre e fugires! Aliás pode não parecer mas estás a agir exactamente como fazes quando o medo fala mais alto.Viras costas e foges!-Daniela olhava-lo.- Vais saltar e enfrentar o teu medo.. Talvez assim faças o mesmo com outros medos que te prendem.-ela abaixo o olhar depois de o ouvir.- Vou primeiro, ficas aqui à minha espera ok?

Daniela deixou-se ficar em silencio os segundos enquanto reflectia no que Rúben lhe tinha dito. Acabou por lhe olhar e acenou-lhe com a cabeça em sinal afirmativo. De seguida cumprimentaram e apresentaram-se ao instrutor de parapente.  
  Enquanto Rúben colocava o arnês Daniela ficava a observá-lo em silêncio. O instrutor ia falando com Rúben dando-lhe algumas indicações de como iria ser realizado o salto e quando estava tudo pronto colocaram-se em posição e numa questão de segundos Rúben estava nos ares. Nem durante um milésimo de segundo Daniela desviou  o seu olhar do parapente, observando com atenção o "voo" de Rúben. 

 Depois de fazer a aterragem na praia Rúben e o instrutor voltaram a subir. Ao vê-lo com os pés assentes no chão Daniela não pode deixar de sorrir…Mas agora era a sua vez!A tremer que nem varas verdes Daniela vestiu o arnês, colocou o capacete e quando estava já em posição para fazer o salto teve um pequeno ataque de ansiedade.

-Não eu não consigo!-tirou o capacete atirando para o chão e afastou-se de perto do parapente.O instrutor ainda tentou convencê-la a aproximar-se outra vez e a saltarem mas Daniela apenas repetia que não conseguia e afastava-se. Rúben ao observar isto foi para perto dela.

-O que se passa?

-Eu não consigo Rúben ok!Vou tirar isto e ir embora!-falou-lhe enquanto tentava tirar o arnês do corpo mas o facto de estar a tremer não ajudava a tarefa.

-Não vais voltar para trás agora!-Rúben agarrou-a pelos braços sem a magoar e olhou-a nos olhos.- Não vais voltar a deixar o medo levar a melhor. Por uma vez na vida atira-te de cabeça porra!Prometo que vai correr tudo bem Daniela..Vou estar lá abaixo à tua espera...-Rúben aproximou os seus lábios dos dela e beijou-a. Um beijo carregado de paixão e sem qualquer pressa. Ele deixou os seus lábios estarem colados até sentir que Daniela estava mais calma,aí colocou termo ao beijo mas não se afastou.Os seus lábios estavam a milímetros de distancia e o seu olhar preso no de Daniela.- Confia em mim!

Ela ouvi-o respirou fundo e deu alguns passos agarrando no capacete. Colocou-o e voltou para perto do instrutor. Daniela não se questionou se tinha coragem para ir com aquilo para frente apenas fez o que Rúben lhe aconselhou..Atirou-se de cabeça! No exacto momento em que os seus pés deixaram de tocar no solo sentiu-se como se lhe tivessem puxado o tapete debaixo dos pés...Mas isto aconteceu apenas por brevíssimos segundos pois assim que olhou em frente tudo isto mudou!

Para além da lindíssima vista que tinha por grande parte da ilha a sensação que tinha superado um dos seus maiores medos fez com aproveitasse esta experiencia ao máximo!Enquanto descia em direção à praia Rúben olhava para o céu seguindo o parapente de Daniela. Ela parecia estar a desfrutar cada segundo desta aventura e à medida que ia descendo Rúben começou a apressar o seu passo para chegar ao areal e ir ao seu encontro. Em conjunto com o instrutor Daniela fez à aterragem e vinha com um enorme sorriso. Viu-se livre do arnês e no meio de toda aquele entusiasmo correu para os braços de Rúben.
Ele cercou o corpo de Daniela com os seus braços puxou-a bem para perto dele e beijou-a na nuca.

-Consegui saltar!!- exclamou Daniela com grande entusiasmo ainda com os braços de Rúben em volta do seu corpo.

-Eu disse-te que eras capaz..-Rúben afastou a franja de Daniela do seu rosto.Nos segundos seguintes ficaram com o olhar preso um no outro até ouvirem o instrutor que veio se despedir deles. Agradeceram pela experiencia que lhes tinha proporcionado e foram andando os dois pelos areal.-Queres parar para comermos alguma coisa?


-Pode ser.

Ainda com alguma adrenalina a percorrer-lhes pelo corpo foram até uma das esplanadas. Cada um trouxe a sua pequena taça de gelado e foram se sentar.Daniela não resistiu e pegou no telemóvel tirando uma foto aquela “lanche”.



-Da próxima vez experimentamos bungee jumping.-disse Rúben a Daniela depois de comer a primeira colherada.

-Não penses que isto se vai tornar habito!Posso ter saltado de parapente mas não contes comigo para me atirar de uma ponta.-Rúben sorriu ao ouvi-la.

Ficaram pela esplanada até terminarem o gelado e depois Rúben telefonou a John, para depois irem ao seu encontro ao restaurante onde estavam a almoçar.

***

Nestes últimos dois dias eles tinham aproveitado para fazer uma coisa apenas : ir à praia! As praias eram sem dúvidas das maiores atracções da Republica Dominicana e por isto mesmo foi o cenário prefeitos para as ultimas tardes.
Depois de almoçarem na sala de refeições de hotel o grupo separou-se. Eles foram até à piscina enquanto as raparigas tinham outros planos em mente : compras! Sendo a noite de hoje a ultima do ano haviam grandes expectativas e por isto mesmo as raparigas foram à procura da roupa perfeita!Foram várias as lojas que entraram e quando cada uma delas tinha comprado o vestido para esta noite voltaram para o hotel.
Ao entrar no quarto Daniela encontrou Rúben deitado sobre a cama com o comando da televisão nas mãos. Olhou-o enquanto pousou o saco e foi para a casa de banho. Como faltava apenas algumas horas para o jantar Daniela foi tomar banho. De seguida secou o cabelo, dando-lhe um pequeno jeito e depois a maquilhagem. Voltou a ir ao quarto para ir buscar o vestido que iria usar hoje. A noite de hoje seria uma ocasião especial e estando eles de férias era altura para aproveitar e se divertir e por isto mesmo Daniela escolhe um vestido bastante ousado….Ao ver o seu reflexo teve a certeza que este seria um vestido que chamaria a atenção mas um dia não são dias!
-A Isa disse-te s…Mas tu vais assim???-Rúben estava de costas quando Daniela saiu da casa de banho mas ao virar-se deu de caras com ela. Olhou-a dos pés à cabeça boquiaberto…

-A Isa disse-me o quê?- perguntou Daniela ignorando tanto o que Rúben lhe tinha falado como o ar de espanto que tinha estampado na cara.

-Não vais mesmo sair desta maneira?

-Sim vou mas acaba lá o que estavas a dizer.

-Só podes tar a gozar!Já viste bem este vestido ou melhor esta amostra de vestido!É que não faltava mais nada, saías com este bocado de tecido cheio de buracos e andava os gajos todos a babarem-se para cima de ti!

-Olha mas o que é que tu tens haver com isto hãn?Eu uso o que quiser e bem me apetecer, que eu saiba não tenho de dar satisfações nenhumas!

-Talvez seja por gostar de ti  que não ache piada a que uma data de caramelos que ande a tirar as medidas!-Daniela ao ouvi-lo ficou em silêncio…Tinha ele mesmo dito aquilo?Engoliu em seco sem saber o que lhe respondeu. Baixou o olhar virou-se agarrou na pequena mala preta e apressou-se em ir em direcção da porta.

-Encontramos-nos l…-Rúben não a deixou sequer colocar a mão na maçaneta da porta. Agarrou pela cintura fez com que ela ficasse de frente para ele e puxando-a batendo com o seu corpo contra o dela. Não lhe dando oportunidade de dizer mais uma palavra Rúben uniu desde logo os seus lábios aos de Daniela. As suas línguas ficaram em perfeita sintonia e enquanto as mãos de Rúben permaneciam na cintura de Daniela Ele puxou-a um pouco mais  dando depois alguns passos atrás indo em direcção à cama,tal como Daniela sem que nunca separassem os seus lábios. Rúben caiu sobre a cama e mantendo as suas mãos no corpo de Daniela fez com que ela caísse também ficando sobre ele. Daniela separou os seus lábios dos de Rúben mas não colocou fim aqueles beijos. Desceu  apenas até ao seu pescoço. Ele começou a percorrer com as suas mãos o corpo  de Daniela.Estas foram até às coxas de Daniela e depois subiram parando  no fecho do vestido.  Abriu enquanto Daniela continuava com os beijos húmidos no pescoço  de Rúben. Ela voltou a beijá-lo nos lábios e aí Rúben levou as suas mãos às alças do vestido. Fez estas cair sobre os ombros de Daniela e tendo ela facilitado a tarefa viu-se livre do vestido rapidamente... Num movimento rápido Rúben deitou-a sobre a cama ficando sobre ela. Levou as suas mãos até aos peitos de Daniela, apertando-os fazendo com que ela soltou-se um leve gemido ao sentir o calor das mãos das suas mãos…Mas isto era apenas o inicio!Ele não ficou por aí e para além das caricias que lhe fazia nos peitos levou a sua boca até estes e com uma sequência de beijos e mesmo lambidelas fez com que Daniela soltando vários gemido que se iam tornando cada vez mais audíveis. Depois desta pequena “tortura” na zona do peito de Daniela, Rúben foi descendo e só parou na parte mais sensível do  corpo dela. Retirou-lhe tanga e começou com algumas caricias mas foi quando deu uso à boca que levou Daniela ao máximo! Quando já não aguentava mais puxou-o para cima e seria agora a sua vez de o deixar no mesmo estado que ela. Viu-se livre da camisola de Rúben e logo de seguida levou as suas mãos ao fecho das calças dele. Atirou-as para fazer irem companhia ao resto das outras peças de roupa que  estavam no chão e mesmo sobre o tecido dos boxers de Rúben acariciou-o. Ele estava já visivelmente   “animado” mas Daniela não se ia deixar ficar. Retirou-lhe os boxers e continuou a acariciar o membro de Rúben.Beijou-o por breves segundos e com o seu olhar preso no dele foi descendo, sem nunca parar com os movimentos que fazia com a mão.Com a boca e língua fez o necessário para o levar ao limite. Quando ele estava “no ponto” Daniela sentou-se sobre a sua cintura fazendo com que Rúben entrasse dentro dela. Deixou as suas mãos ficarem pousadas sobre a zona do peito de Rúben enquanto ele a agarrava pela cintura. De inicio Daniela, que era quem estava em “controlo”, impôs um ritmo mais lento mas ambos queriam mais!Continuaram aquela entrega num ritmo mais acelerado e quando atingiram o máximo de prazer Rúben deitou-a sobre a cama. Voltaram a entregaram-se um ao outro e pararam quando não tinham mais forças...
Mesmo depois de já terem recuperado o folego deixaram-se ficar aninhados um ao outro.

Deixaram-se ficar mais uns minutos nesta posição mas depois Rúben acabou por erguer um pouco o corpo pegando no telefone que estava sobre a cabeceira. Ela ficou a mirá-lo enquanto fazia telefonema.

-Talvez fosse melhor irmos ter com o pessoal..-falou Daniela segundos depois de Rúben ter terminado a chamada.

-À hora que é eles já se devem ter apercebido que não vamos descer tão cedo.- respondeu-lhe Rúben com um sorriso nos lábios. Inclinou o seu corpo e colocando a sua mão direita no rosto de Daniela beijou-a. Quando os seus lábios se encontraram as suas línguas ficaram em perfeita harmonia..Daniela colocou as suas mãos nos ombros de Rúben exercendo alguma força fazendo com que ele se deitasse. Ficando agora sobre Rúben.Nos minutos que se seguiram deixaram-se ficar nos braços um do outro entre mimos e caricias…Até ouvirem a porta. Rúben separou os seus lábios dos de Daniela e levantou-se. Ao vê-lo procurar os boxers sem qualquer peça de roupa no corpo Daniela decidiu brincar um pouco com ele...

-Estás à procura de alguma coisa?- perguntou-lhe Daniela com os boxers de Rúben da mão.

-Podes me dar os boxers se faz favor?

-Mas ficas tão bem assim…-Daniela percorreu todo o corpo de Rúben com o seu olhar enquanto falou, parando na parte mais intima que ele tinha trincando o lábio inferior, fazendo Rúben sorrir.

-Não estás à espera que vá à porta assim pois não?

-Não vejo porque não….-disse Daniela rindo. Continuaram a bater à porta e ao ver a insistência de quem estava do outro lado Daniela “cedeu”.- Pronto toma lá.- atirou-lhe os boxers. Rúben apanhou-os com um sorriso e depois de os vestir foi abrir a porta.

Ele volto com o prefeito “lanche” para esta noite...Duas taças de champanhe acompanhada por alguns chocolates, que tinham cá um aspecto.

Deu uma das taças a Daniela e agarrando na outra Rúben voltou a deitar-se sobre a cama. Colocou o seu braço direito sobre os ombros dela puxando o corpo de Daniela para perto do seu. Ficaram coladinhos um ao outro até Daniela apreceber que já se aproximava da meia noite.Aí levantaram-se e vestindo apenas os roubes foram para a varanda do quarto.Após a contagem decrescente começaram a ser ouvidos os primeiros lançamentos de fogo artificio. Ambos tinham o olhar preso no céu...Daniela tinha os braços apoiados na varanda e atrás dela  estava Rúben. Com as suas mãos pousadas da cintura de Daniela anulando por completo a distância entre eles. Durante cerca de cinco minutos ali ficaram, apreciando apenas momento...Quando terminou voltaram para o quarto deitaram-se mais uma vez sobre a cama adormecendo pouco depois dos braços um do outro.

***

Os raios de sol entravam pela janela do quarto...Rúben abriu os olhos e olhar para o seu lado direito viu que estava sozinho na cama. Ergeu o seu corpo olhando para cada recanto do quarto, ouviu alguns passos e olhou em direcção da varanda.

-Achei que ainda estavas deitada...- Daniela ao ouvi-lo falar levantou o olhar do chão. Não falou um palavra apenas lhe olhou.- Queres que mande vir o nosso pequeno almoço?

-Já comi, vou  tomar duche.

Falou abrindo a porta da casa de banho para depois entrar desviando o seu olhar do de Rúben. A indiferença que Daniela mostrou ao dar aquela seca resposta acabou por  deixá-lo surpreso...Afinal depois da noite de ontem este humor matinal de Daniela não seria o esperado!Ficou alguns segundos sem mexer um músculo mas depois acabou por se levantar, vestir-se e desceu.

-Olha quem é ele!-falou Rui quando viu Rúben chegar perto da mesa do pessoal que tomavam o pequeno almoço na sala de refeições do hotel.- Então mano a noite foi boa?

-É, tu e a Daniela entraram no ano novo em grande!-atirou Isa em tom de gozo quando Rúben se sentava.

-Ainda agora cheguei e já vão começar com as boquinhas...

-Desculpa mas o facto de ontem os meninos se terem baldado para ficarem no quartinho no bem bom não pode passar despercebido!-desta vez foi Áurea quem falou.

-Sim e pelos os vistos a festa foi tão grande que a Dani ainda ficou no quarto a recuperar as energias..-com o último comentário de Olivia fez com que todos soltassem uma gargalhada excepto Rúben que manteve aquele ar de quem não estava a achar piada nenhuma à conversa.

-Pronto já vi que não se vão calar com isto..até logo!- Rúben terminou de falar e ia se levantando quando Isa lhe puxou pelo braço.

-Não falamos mais nada pronto!

Tal como prometido não tocaram no assunto durante todo o pequeno almoço.Quando este terminou combinaram que iriam até ao quarto mas apenas para mudar de roupa e se voltarem a encontrar na piscina do hotel.  Ao entrar no quarto Rúben viu que 
Daniela estava sentada na varanda..Aproximou-se e ao chegar perto da porta olhou-a.

-O que estás a fazer?- ao fazer esta pergunta fez com que ela saltasse da cadeira de baloiço.


4 comentários:

  1. Agora fiquei curiosa... o que terá a Daniela a fazer???
    E até quando dura esta indiferença dela??? Sim que daqui a nada o Ruben dá em louco loool
    Quero mais!!!
    Beijocas
    Mari

    ResponderEliminar
  2. Olá:
    adorei o capitulo!!!!
    A surpresa do Ruben foi brutal, então a noite nem se fala ;) mas estou cheia de medo do acordar da Daniela... o que será que vem por aí???!!!!
    Quero mais!!!!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Não, desta vez não!
    Ok a Dani já fugiu várias vezes mas agora não pode ser! Antes as coisas eram fugazes, a Daniela arrependia-se na mesma hora mas agora não! Agora é diferente. Mas já lá vamos...
    Primeiro a ideia do parapente. Adorei adorei adorei! Não, que gostasse de fazer (Deus me livre!) mas teve um simbolismo perfeito. Medos. O facto da Daniela ultrapassar aquele medo tão físico e concreto que tem uma relação com os medos do coração. Assim sim, Ruben! No momento em que ela ia vacilar, o Ruben sacudiu-a, beijou-a e lá foi ela! "confia em mim" uff foi forte!
    E depois aquela noite!!! Aquilo sim foi despedir-se do ano em grande. Mas este regresso ao medo da Daniela não me agradou. Desta vez foi diferente. Foi sexo mas teve...algo! A Daniela brincou com ele, dormiram juntos, não foi algo tão efémero, foi mais duradouro e muito mais difícil de ignorar ou tentar apagar.
    Talvez o Ruben precise de abana-la, beija-la e dizer-lhe "confia em mim". Era bonito.
    Eu sei que o comentário é grande mas pronto foi a emoção :-P
    Espero o próximo, Ritinha. E com urgência!!

    Besito
    Ana Santos

    P.S. Olá!!! ;-)

    ResponderEliminar