quinta-feira, 16 de julho de 2015

Capitulo 30-"Podes não estar nua, mas para eles quanto menos roupa melhor!"


Como não via os avós à muito tempo Daniela fez questão depois de jantar ir até à casa dos avós. Esteve algumas horas na companhia deles e acabou por ir à casa do Rúben. Lipe que já começava a conhecer os cantos à casa logo foi para o sofá da sala e se deitou. Na outra da ponta do sofá ficou Daniela enroscada nos braços de Rúben.

-Hoje chehou o John.

-Quem é  o John?-perguntou-lhe Rúben.

-É o agente do grupo.

-Hmm e o que veio cá fazer?

-Como estamos a trabalhar no próximo cd ele veio ter a certeza que estava tudo sob controlo..E ainda nos veio falar de um convite para uma sessão fotográfica.

-Mas o convite é para o grupo?

-Sim.

-E para que revista?-Daniela por uns segundos em seco e depois acabou por falar.

-É para a FHM.-o Rúben desviou o olhar da televisão e olhou-a.

-Para a FHM?

-Sim Rúben.

-Aquele sessão com a tinta ou o raio foi mais do suficiente Dani!

-Oh Rúben foi nos feito o convite e se elas concordaram não ia ser a única a ficar de pé atrás.

-Não vejo porque não... -atirou Rúben.

-Não é que tenha imensa vontade de estar daquela forma, mas também não vou tar nua, porra!

-Podes não estar nua, mas para eles quanto menos roupa melhor!

-Eu sei muito bem como as coisas funcionam, mas é só uma sessão fotográfica não é necessário ficares assim.

-Não gosto de saber que uma cambada de anormais se vão estar a babar para aquelas fotos tuas!

-Rúben não penses mais nisso,é apenas uma sessão fotográfica...-ele olhou-a e fez o que ela pediu.


-Olha por falar em fotos já volto.-Rúben disse isto saiu de perto de Daniela.Voltou segundos depois com algo nas mãos.-Hoje estive a ver as fotos da festa de aniversário e esta é para ti.-Daniela pegou na moldura que ele lhe deu.


-Oh..Está linda!-falou ao olhar para a foto. Aproximou-se de Rúben e juntou os seus lábios.-Obrigada.-agradeceu mantendo os seus lábios de distância para depois os voltar a unir.

Ficaram mais algum tempo no sofá entre beijos e caricias mas depois acabaram por ir até ao quarto do Rúben.

***


Daniela e Rúben tomaram o pequeno almoço juntos,mas logo depois ela foi até ao quarto e procurou a sua roupa.

-Queres vir almoçar a casa da minha mãe?

-A casa da tua mãe?-perguntou-lhe Daniela levantando a sobrancelha.

-Sim.

-Rúben combinamos que iamos com calma e hoje já me queres levar a almoçar com a tua mãe?

-Dani a minha mãe conhece todos os meus amigos e ia apresentar-te como minha amiga. Disse que iamos com calma e acredita não é por conheceres a minha mãe que isto vai mudar. Como te disse vou te apresentar como minha amiga, apenas.

Daniela não lhe respondeu, continou a vestir-se e depois de Rúben estar também  vetido falou-lhe que teria primeiro de passar em sua casa e só depois iam a casa da mãe dele. Rúben fez o que ela pediu. Daniela deixou Lipe em sua casa ,com as raparigas, mudou de roupa rapidamente e voltou para o carro. Chegaram a casa da mãe do Rúben e pouco depois dele ter tocado à campainha ela veio abrir a porta. Cumprimentou de imediato e filho e com um sorriso olhou para Daniela que até o momento os olhava em silêncio.

-Mãe esta é a Daniela, uma amiga minha.- Daniela deu uns passos à frente e cumprimentou a mãe do Rúben.- Daniela esta é a minha mãe, Anabela.

-Olá,muito prazer.-falou Daniela.

-Igualmente, entrem!-a mãe deles acompanhou-os até sala e depois falou que ia colocar mais um prato na mesa.

-Estás a ver?!Disse que ia correr bem.-falou Rúben depois da sua mãe sair da sala.

-Ainda agora a conheci,vamos ver como o al.- Daniela ao olhar para um móvel que a mãe do Rúben tinha na sua sala algo lhe captou a sua atenção.-Isto és tu?-falou contendo o riso enquanto pegava numa moldura.

-Sim, sou o do meio.-assim que respondeu Daniela soltou uma forte gargalhada.



-Eras tão fofinho...-disse entre gargalhadas.

-Ya Dani e dizes isto com um ar de gozo...

-Pronto, não fiques amuadinho.-aproximou-se de Rúben e fez-lhe uma festinha no rosto.-Mas isto aqui é uma pérola.-pousou a moldura mas voltou a gargalhar.-Oh meu Deus, não me digas que este de camisola amarela também és tu?


-Sim, sou eu...-respondeu olhando para Daniela com outra moldura nas mãos dando grandes gargalhadas.-Daniela já chega não!?

-Ok,já acabei.-pousou a moldura, foi para perto dele e depois de olhar em volta,para ver se havia sinal da mãe do Rúben,beijou-o. Como não queria que fossem “apanhados” manteve os seus lábios juntos por pouco tempo. –Não me meto mais contigo. -sorriu e depois beijou-o no rosto.Assim que se afastou a mãe de Rúben voltou para a sala e chamou-os para irem almoçar.

A conversa manteve-se acessa durante todo o almoço e pouco depois de Anabela ter trazido a sobremessa Daniela recebeu uma chamada do avô. Acabou por se despedir da Anabela e do Rúben e foi para a casa do avós.

-Olá avô.

-Olá querida.-Daniela entrou e cumprimentou o avô.-Já almoçaste?

-Sim,sim já.Obrigada.

-Prima,prima,prima!!!!!-Daniela e avô iam em direcção da sala mas antes de lá chegarem o pequeno Gonçalo veio a correr e agarrou as pernas da Daniela.

-Esta peste  veio a Lisboa e nem para me avisarem.-disse Daniela ao avô com um sorriso.

-Era para ser surpresa.

-Surpressa prima!!!-disse fazendo Daniela e o sr.Henrique garalhar.Atrás dele apareceu a avó de Daniela e a prima,Ana. Explicou-lhe que veio a Lisboa a uma consulta e que aproveitou a ocasião para ficar mais uns dias na capital.-Prima, hoje posso ficar na tua casa?

-Em minha casa?

-Sim, como da outra vez!Eu fiquei lá a dormir lembraste?

-Ah sim..Se  a tua mãe não se importar.

-Filho vieste a Lisboa visitar a Daniela não para lhe dar trabalhar.-respondeu Ana.

-Oh mas mãe deixou da última vez e eu portei-me bem, não foi prima??

-Sim,foi.-disse Daniela sorrindo perante o pedido do puto.-Ele pode ficar lá em casa não há problema, Ana.

-Tens a certeza?

-Sim,tenho.

-Tás a ver mãe a prima deixa!!-afirmou Gonçalo com um sorriso de orelha tendo os avós de Daniela gargalhado.Ana preparou uma pequena mala com uma troca de roupa para Gonçalo e a avó de Daniela foi à cozinha fazer um lanche para os netos. O Sr.Henrique tinha ido até ao jardim e Daniela pegando no Gonçalo ao colo foi também para o exterior da casa.

-Então avô,o que anda a fazer cá fora?

-Vim acabar um desenho,querida.-Daniela sentou-se , no banco, ao lado avô com o Gonçalo no seu colo.

-Au..Está muito bonito!-disse Daniela depois de olhar para o avô tinha feito.



-Toma, é para ti.

-Oh obrigada avô.-falou depois de agarrar o desenho que o avô tinha feito.-Tem falado 
com a mãe?

-Sim, falei com ela ontem.-a avó da Daniela voltou e depois de comerem o 
lanche,Daniela e o Gonçalo foram para casa. As raparigas quando o viram logo o cumprimentaram e começaram com brincadeiras.

-Prima, onde está o Rúben?

-Deve estar em sua casa, Gonçalo.-respondeu Daniela ao puto, tendo ele se sentado ao seu lado no sofá.

-Podes telefonar a ele?

-Gonçalo, o Rúben podes estar ocupado.

-Oh..Mas eu só fico aqui mais um dia....

-Está bem.-ela lá cedeu ao pedido do miudo e telefonou ao Rúben, mas quem falou foi Gonçalo. Com o Rúben do outro lado e usando todos os argumentos possiveis Gonçalo convidou-o para vir para a casa da Daniela. Sem conseguir dizer não ao puto , numa de questão de minutos, Rúben foi até lá a casa.

-Rúben!!!!!-Gonçalo quando o viu entrar na sala atirou-se para o colo.


-Olá puto!Como estás?

-Bem!Vou ficar aqui na casa da minha prima!

-Ai sim?-Rúben sentou-se no sofá ,ao lado de Daniela, com Gonçalo ao colo.

-Sim!-respondeu e depois olhou para a prima.-Prima posso ir à casa de banho?

-Claro,queres que vá também?

-Não,já sou grande!-saltou do colo do Rúben, enquanto eles soltaram uma gargalhada.

-E tu como estás?-falou Rúben depois do miudo sair.

-Bem e tu?

-Também...Pensei que ias lá a casa.

-Rúben não ia com o puto a tua casa.-respondeu Daniela a Rúben que lhe olhava com olhinhos de cachorrinho.

-Então...-aproximou-se mais de Daniela.-Quando é que vamos-colocou a sua mão nas costas de Daniela,debaixo da sua camisola.-Ter algum tempo para nós??

-Rúben pode aparecer alguém!-disse quando ele já aproximava o seu rosto do dela.

-O puto tá na casa de banho e as raparigas estão nos seus quartos...E é só um beijinho.-Daniela eliminou o espaço entre eles e beijou-o por preves segundos.

-Oh Dani isto nem foi um beijo!

-Rúben se alguém aparece.

-Vocês são namorados??-assim que Daniela ouviu a voz do Gonçalo nao terminou de falar e empurrou Rúben para a outra ponta do sofá.

-Não!Nada disto!

-Mas o Rúben ia dar um beijo na boca da prima!!

-Não,o Rúben....O Rúben..O Rúben estava a dizer uma coisa à prima!-o puto olhava para Rúben e para Daniela.

-Estava a dizer um segredo?-perguntou Gonçalo com toda a sua inginuidade.

-Sim,tipo um segredo.-respondeu Rúben.

-E o que era?Podes me dizer?

-Não sei...-acabou Rúben por falar sem saber bem o que dizer.

-Porquê ?Era uma surpresa para mim??

-Ah...é,era isto mesmo!

-Mas eu quero saber Rúben!Vá lá diz-me!-Gonçalo fez beicinho.

-Se te contar deixa de ser surpresa.

-Não faz mal,conta!!

-Então...-Rúben olhou para Daniela por segundos à procura das palavras certas.-Estava a dizer à tua prima que...Que vos vou levar a almoçar amanhã.

-Vais??Que fixe!!!E nós vamos não é prima??

-Ah..Sim,sim.

-Fixe!!

O miúdo falou que ia procurar o Lipe e saiu da sala.Daniela, sem falar uma palavra, levantou-se também e foi para cozinha, tendo Rúben seguido os seus passos. Ele ajudou-a a preparar um pequeno lanche ,chamaram o Gonçalo e foram para a sala de jantar. Rúben tinha treino pela manhã e como tal despediu-se da Daniela (de forma discreta) e de Gonçalo e foi embora. Após terem comida Daniela levou Gonçalo para a cama,quem lhes fez companhia foi Lipe,o que gerou uma enorme felicidade no puto.

***

Pela manhã, Daniela vestiu Gonçalo e foram tomar o pequeno almoço. Ele ainda telefonou para casa dos avós de Daniela,para falar com a mãe, mas pela hora de almoço já Rúben tinha os ido buscar.
Foram os três a Belém e pararam num restaurante  escolhido por Gonçalo.

-Já sabes o que queres comer,Gonçalo?

-Sim,prima.-respondeu e pousou o menu na mesa.-Quero um bife com batatas fritas!!

-Hmm, está bem, mas vais comer também arroz.Não vais passar o dia a comer porcarias..-ao ouvir este comentário de Daniela, Rúben sorriu,algo que ela reparou.-O que foi?

-Nada.

-Prima posso jogar no teu telemóvel?

-Sim,sim...Toma.-tirou o telemóvel e deu ao Gonçalo,tendo depois se virado para Rúben e lhe falado num tom mais baixo.-Porque foi aquilo?

-Aquilo o quê?

-Porque sorriste?

-Não posso o fazer é?-disse num tom de brincadeira,mostrando mais uma vez o seu sorriso.

-Rúben eu já te conheço, diz lá porque foi.

-Foi por teres falado daquela forma com o Gonçalo. É giro ver-te no papel de mãe.-Daniela ao ouvi-lo ficou sem saber o que responder e só voltou a tomar atenção quando o empregado chegou perto da mesa e lhes falou. 

Durante grande parte do almoço o Gonçalo falou,já que não tinha o telemóvel, ia falando com a prima e com o Rúben. Depois de terem terminado a refeição foram dar um passeio. Perto do Padrão dos Descobrimentos,Gonçalo pediu o telemóvel à prima e de imediato se pôs a tirar fotos a tudo a a todos.

-Gonçalo já tiraste fotos suficientes.

-Oh prima,só mais um...A ti e ao Rúben!!

-Gonçalo,tens já muitas fotos.

-Mas não tirei nenhuma a ti e ao Rúben,anda lá prima.

-Anda lá ,faz a vontade ao puto.-disse Rúben anulando a distância entre eles, colocando a sua mão na cintura de Daniela. Olharam os dois para Gonçalo e colocando um sorriso nos lábios cumpriram o pedido do miudo.

Ainda pararam para comprar um gelado para o Gonçalo,mas depois foram para casa dos avós de Daniela. O senhor Henrique abriu a porta e entraram os três indo para a sala. Gonçalo de imediato pediu o telemóvel à prima e pôs se a mostrar as fotos que tinha tirada à sua mãe e à avó de Daniela.

-Tirei esta à prima e ao Rúben,olha!!-Gonçalo disse isto e mostrou o telemóvel à  Ana e à sra.Inês.

-Oh..vocês ficam tão bem!

-É verdade,prima.-Daniela ficou sem saber que responder à avó e ao comentário da prima,por isto Rúben decidiu “saltar” para a conversa.

-Então, Henrique quando vai à Luz?

-Ah,este fim de semana não vou poder ir ,mas no próximo vou...Aliás vamos,não é Daniela?

-Sim,sim.

Rúben e Daniela ficaram mais um pouco,mas depois despediram-se de todos e foram embora.

***

Não era hábito Daniela andar apressada para poder estar pronta para ir à Luz,mas agora as coisas eram um pouco diferentes...

-Meninas vamos ao jogo?-perguntou entrando na cozinha às raparigas deixando-as com ar surpreso.

Vão as raparigas achar estranho Daniela querer ao jogo?
E como vai correr os proximos tempos deste "namoro" em segredo?

Olá meninas!
Espero que estejam a gostar da história e agradeço por ainda continuarem a ler e a comentar!!
Gostava de saber o que acharam deste capitulo :)
Beijinhos

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Capitulo 29-"Rúben isso não é assim tão assim fácil."





Após ter levado a mãe ao aeroporto Daniela foi até carro. Não conseguiu conter as lágrimas e assim que fechou a porta estas escoreram-lhe pelo rosto. Ficou uns minutos no parque e depois foi para sua casa. Atirou com a mala para cima da cama e foi em direcção da casa de banho, mas antes que lá chegasse Lipe correu para perto de Daniela.Isso fez com que ela parasse e lhe pegasse ao colo. Olhou-o e perante todo aquele animo do animal acabou por sorrir. Deu-lhe um beijo na nuca e colocou-o no chão. Tomou um rápido duche,vestiu umas leggins e uma camisola larga e deitou-se sobre a cama.

-Sim.- falou Daniela depois de ouvir baterem à sua porta, desligando depois a tv.-O que é.

-Antes de perguntares o que estou aqui a fazer vim aqui fazer posso já te dar uma resposta!-Rúben nem a deixou terminar.- Vim saber porque raio continuas a fugir do que sentes? E eu sei que não é a primeira fez que te pergunto isso, mas agora tenho plena certeza que realmente sentes algo por mim, até porque deste vez ouvi isto da tua própria boca!

-O quê?Mas tu tás bem?

-Eu ouvi isto.-“atirou” o cd que Isa lhe tinha dado para cima da cama de Daniela.

-E que porra esta?

-É a música que tu escreveste! Sabia que andavas sempre com o teu caderninho atrás e por muitas suspeitas que tivesse sobre o andavas a escrever depois de ouvir a música deixei de as ter... Porque não me dizes o que sentes? Tudo aquilo que escreveste porque não o dizes a mim? Se  eu não tivesse minimamente interessado em ti compreendia, mas porra Daniela eu já nem sei que mais possa fazer para te mostrar que gosto de ti! Só te peço que me digas o que sentes!

-Rúben por favor..-falou baixando a cabeça.

-Daniela eu sei que não tens como hábito falar o que sentes.-disse isto aproximou-se, sentando-se ao lado dela.-Mas por favor...-ela olhou-o.

-Rúben sim eu sinto algo por ti, agora não tenho certezas! Como queres que eu te fale sobre aquilo que sinto se nem eu sei ao certo o que é?! É verdade que nunca me senti tão bem perto de alguém como quando estou contigo ou que apenas contigo soube o que era fazer amor e não apenas sexo mas..não é fácil por em palavras este trubilhão de sentimentos. E por isto nunca arranjei coragem para te dizer, porque para além de nem saber o que sinto não consigo entrar numa relação contigo desta forma!

-Sei que tens problemas com compromisso, mas até para mim isso não é fácil...Só tenho a certeza que quero estar contigo!-agarrou a Daniela pela cintura e puxou-a para ele ficando milimetros de distância.- Não precisamos  que seja algo oficial, não é necessário nos “catalogar” como namorada ou namorado..-tinham o olhar presso um no outro enquanto Rúben falava.-Vamos com toda calma que tu quiseres porque a última que quero é que fugas mais uma vez. 

-Rúben isso não é assim tão assim fácil.

-Porque dizes isto?

-Achas que nenhuma das raparigas ou dos rapazes ia reparar que havia algo entre nós.Mesmo que, por agora, não sejamos um casal isso não faz com que eles não reparem... E se soubessem que estamos juntos sem ser realmente um compromisso não iam compreender e isto só ia levar a que aumentassem os comentários.

-Mas eles não precisam de saber!

-Vamos lhes esconder isto?

-Dani eles não precisar cada detalhe da nossa vida, é verdade que são nossos amigos ,mas neste momento temos de pensar em nós. E se será benéfico manter em segredo assim terá de ser.

Daniela não lhe respondeu, elimou a distância que havia entre eles e uniu os seus lábios aos de Rúben. O que primeiro foi apenas beijos e carícias tornou-se em mais uma das vezes que se entregaram um ao outro. Daniela ficou depois nos braços de Rúben, enquanto este passava os dedos pelo cabelo dela. Quem também se juntou a eles foi Lipe que após ter acordado de uma sesta com toda a energia veio a correr para cama e começou aos saltos. O Rúben acabou por pegar no bicho e colocá-lo perto do seu braço direito. Lipe ficou ali tão quieto e sossegado  o que fez que com que a Daniela gargalha-se e pegando no telemóvel tirou uma foto.



-Já foste o vacinaste?-perguntou Rúben a Daniela enquanto fazia festinhas na cabeça de Lipe.

-Não, ele tem de três meses para poder ser vacinado.

-E como tem se estado a portar?

-Bem. Não pára um segundo e agora está naquela fase em que tudo o que agarra fica a roer durante horas. Mas depois de os seus passeios fica mais calmo.Ah é verdade no outro dia comprei –lhe uma roupinha tão fofa!

-Daniela tu não devias gastar dinheiro nestas cenas, é um cão macho, não daqueles todos amaricados de meio metro que passam a vida dentro das malinhas das tias de cascais!

-Até parece que por ele vestir umas roupas que é amaricado!

-É um cão,Daniela. Não precisa destas coisas.

-Isso é a tua opinião e como eu sou a dona do Lipe é que decido.

-Pronto como queiras.-bateram à porta do quarto de Daniela .

-Não entrem!Estou...Estou nua!-Rúben ao vê-la toda atrapalhada teve de conter o riso.

-Ah..Ok.Vamos mandar vir sushi queres?- perguntou-lhe Áurea.

-Sim pode ser.As raparigas estão em casa?

-Sim estamos todas na sala.Vens cá ter?

-Sim dá-me uns minutos e já lá vou ter.

-Ok.

-Eu sei,eu sei, tenho de ir embora!-falou Rúben depois de ouvirem o passos de Áurea saindo de perto da porta.Levantou-se e foi procurar pela sua roupa.

-Tens mesmo a certeza que isso vai funcionar?É que andarmos a es.-Rúben deixou as peças de roupa que já tinha apanhado cair no chão e calou-a com um beijo.

-É só vestir-me e saiu sem que elas deem conta,não te preocupes.-ela lançou-lhe uma sorriso e depois foram os dois se vestir. Com pézinhos de lã foram os dois até à entrada de casa e aí com todo o cuidado Daniela abriu a porta e despediu-se de Rúben.

-Estava a ver que não vinhas.-atirou Olívia assim que Daniela chegou à sala.

-Porque demoraste tanto?-perguntou-lhe Helena.

-Estive a vestir-me, secar o cabelo e ainda fiquei a dar uns mimos ao Lipe...Mas o  sushi já chegou?

-Não,não.-Daniela aproximou-se do sofá e sentou-se entre Helena e Áurea.

-O Rúben esteve cá em casa?-Daniela olhou para Helena assim que a ouviu falar.

-Sim,mas foi por pouco tempo.

-Nem o ouvi sair.-comentou Isa.

-Pois,mas agora algo mais importante quem foi a alma  que foi dar um cd ao Rúben com a música que eu escrevi? E posso saber porque razão andam a vasculhar no que faço no estúdio?

-Hey calma!-falou Helena antes que os animos aumentassem.-Nós não andamos a vasculhar nada,fomos ao estúdio e o produtor que lá estava mostrou-nos afinal somos um grupo e ele achou lógico que soubessemos o que andaste a escrever.E segundo, achamos que o Rúben devia ouvir a canção porque está linda Dani!Ele deve saber do que sentes.

-Ai o caraças!Mas vocês tem deixar de se meter!

-Não voltamos a meter-nos, mas diz-nos pelo menos como correu a conversa entre 
ti e o Rúben.-falou Áurea.

-O normal.

-O normal?-perguntou Isa com ar surpreso.

-Sim, não mudou nada por causa de uma simples canção.

-Vocês deviam falar do que sentem.

-Não temos nada para falar.-respondeu Daniela a Isa.- Não vai mudar nada e pronto!

-Se o dizes...-falou Áurea e levantou-se após terem ouvido a campainha.Não tocaram mais naquele assunto e depois de comerem o sushi ficaram no sofá a ver um filme. Ainda tiveram tempo para ficar a discutir sobre o que queriam fazer no proximo trabalho em conjunto. Afinal eram um grupo e precisavam de decidir qual seria o modelo a seguir para o próximo cd.

***

Com as ideias no lugar depois de terem tomado o pequeno almoço, as raparigas foram para o estúdio. Aí passaram toda a manhã,acabando mesmo por lá almoçar e só perto das quatro horas é que sairam. Daniela foi a casa agarrou no Lipe e foi em direcção à porta.

-Vais sair?-perguntou Isa ao vê-la perto da porta.

-Sim..Vou levar o Lipe a passear.

-Ah ok.

Falou e saiu.Colocou Lipe no banco ao seu lado e ligou o carro.

-Olá!-nasceu um sorriso nos lábios de Rúben ao ver Daniela.Aproximou-se dela e 
beijou-a.-Oh Daniela a sério?-falou depois de Daniela entrar e colocar o Lipe no chão.

-O que foi?

-Já viste como está o cão?!-apontou para o Lipe que logo começou a “explorar” a casa de Rúben.-Aquilo é demais Dani.

-Mais uma vez,o cão é meu e por isto anda da forma que eu quiser!

-Como queiras...-entrelaçou a sua mão na de Daniela e foram para a sala. Deitaram-se sobre o sofá. Ela ficou entre as pernas dele com os braços de Rúben em redor do seu corpo. Ficaram a ver um filme e quando este teminou foi a vez de Lipe receber atenção, já que andava à vário tempo aos saltos perto deles chamando-lhes à atenção.

-Já volto.-Daniela levantou-se foi à cozinha fazer um lanche para eles e quando voltou estava Rúben no tapete sentado a brincar com o bicho.-A sério Rúben?

-O que foi,Dani?Ah.-falou depois de olhar para o Lipe.-Ele estava farto de andar com aquela coisa vestida.

-Não sei se era ele que estava farto ou tu, mas está bem.

Pousou o tabuleiro na mesa, Rúben voltou a sentar-se no sofá ao lado de Daniela e comeram o que ela tinha preparado. As horas passaram num abrir e fechar de olhos e quando Daniela olhou para o relógio saiu dos braços de Rúben, agarrou na sua mala e no Lipe . Despediu-se de Rúben e foi até sua casa.

-Estiveste até agora a passear o Lipe??-interrogou-lhe Isa assim que Daniela entrou dentro de casa.

-Ah..Não..-pousou o Lipe no chão.-Fui levá-lo a passear e depois fui visitar os meus avós.

-Hmm está bem. Olha amanhã vamos à tarde para o estúdio.

-Ok.

Daniela falou e depois foi para o seu quarto.Tomou duche, vestiu-se, tratou de colocar comida para o Lipe e depois para o seu quarto. Segundos depois de se sentar, bateram-lhe à porta.

-Já te disseram que amanhã vamos ir para o estúdio?-falou-lhe Helena ao se sentar perto de Daniela.

-Sim, a Isa disse-me à bocado.

-Hmm está bem. É verdade, o John vem a Portugal?

-Porquê?

-Porque como estamos a começar no novo cd ele quer saber como estão a correr as 
coisas. Sabes como ele é.

-Está bem e vem quando?

-Amanhã à tarde.

-Então nos próximos tempos vamos ter o papá John em acção.-Helena gargalhou.

***

Depois  de terem almoçado as raparigas foram para  o estúdio,estiveram lá grande parte da tarde, mas quando John lhes avisou que tinha aterrado em Lisboa sairam e foram o buscar. Levaram-no para sua casa, ajudaram-no a colocar as malas no quarto que estava livre e depois foram preparar jantar.

-Com quem é que estás a falar para ficares com este sorriso na cara?-perguntou Áurea a Daniela,enquanto preparavam o jantar juntas ao vê-la sorrir feita parva par ao telemóvel.

-Com a minha mãe...-respondeu arrumando o telemóvel.-Podes me dar o leite?

Ela rapidamente mudou de assunto e pedindo ajuda a Aúrea para terminar a lasanha fez com que não se falasse mais naquele assunto. Colocou o que tinham preparado no forno e foram para perto dos outros. John e as raparigas discutiam já sobre o novo projecto, tendo Daniela e Áurea se juntado à conversa também.

-Meninas à poucos dias foi vos feita uma proposta para uma sessão fotográfica e acho que seria o óptimo pontapé de saida para a promoção do vosso novo cd.-disse John captando a atenção das raparigas, durante o jantar.-É para a FHM.

-Para a FHM?

-Sim.- ele respondeu a Isa.

-Ou seja, iria implicar estarmos em trajes menores...-falou Daniela.

-Dani fizeste uma sessão em que apenas usavas tinta.

-Está bem Olívia mas...

-Mas?Ficaste pudica de um momento para o outro?Não me digas que arranjaste um namorado e o rapaz vai ficar incomodado?-Daniela ficou com os olhos todos postos em si após Olívia ter falado.

-Não,nada disto estava só a afirmar algo mais nada.....

-Seja como for, dado a revista que é sabem o estilo de sessão fotográfica  mas também quero que estejam confortáveis.

-Por mim é na boa.-disse Isa,tendo as outras concordado tambem. Durante o jantar continuar com a conversa mas assim que este terminou Daniela agarrou na mala e no seu telemóvel.-Onde vais?

-Ah..Vou passear o Lipe.

-Já não o levaste a passear de manhã?

-Pois, mas os pugs são muito sedentários, tenho de levar o Lipe passear mais vezes para daqui a dias ele não rebolar.-elas gargalharam e pouco depois Daniela saiu.


Como vão correr os próximos tempo?Daniela e Rúben conseguiram manter a sua "relação" em segredo?  

Olá meninas!
Peço desculpa demorar imenso tempo até postar mas só agora tive tempo para escrever!
Espero que gostem e que deixem os seus comentários!
Beijinhos




sábado, 2 de maio de 2015

Capitulo 28-"O teu sorriso Dani,este teu brilho nos olhos sempre que olhas para o Ruru."


Assim que entraram na festa forma recebidos pelos convidados.Logo aí Rúben e Daniela se separaram,pois foram cumprimentar os familiares e amigos.Durante os primeiros tempos estiverem perto destes mas sempre trocando alguns olhares fazendo mesmo nascer nos lábios de Daniela e Rúben um sorriso.

-Agora já nem te dás ao trabalho de disfarçar...-sussurrou Olívia a Daniela, rindo.

-Hãn?

-O teu sorriso Dani,este teu brilho nos olhos sempre que olhas para o Ruru.

-Deixa de ser parva!Estou na minha festa de aniversário é suposto estar contente.

-Claro,mas este sorriso não é de felicidade é aquele sorriso parvo de quem está apaixonado...

-Lá tinha que vir a conversa de apaixonada!Somos amigos apenas!

-Claro,claro.-disse com um sorriso bebendo de seguida um pouco da sua bebida.

Como já se aproximava da meia noite a mãe do Rúben ,querendo ainda aproveitar as ultimas horas do dia de aniversário do filho, chamou a atenção de todos os convidados.Após dizer algumas palavras passou num grande ecrã um video.Rúben por esta altura tinha voltado para perto de Daniela e mantendo o seu corpo perto do dela assistiam ao video.Desde fotos do Rúben em pequeno, até depoimentos de alguns familiares,entre os quais seus pais e irmãos, a mais algumas fotografias que mostravam o percurso profissional de Rúben.Quanto este terminou Rúben foi agradecer à mãe e todos aqueles que ajudaram a realizar aquela surpresa.Pouco depois trouxeram os bolos de aniversário e cantaram os parabéns aos dois aniversariantes. 
De seguida Rúben aproximou-se de Daniela agarrou-a pelo pulso e com um sorriso nos lábios levou-a para a pista de dança.Juntou o seu corpo ao dela e esquecendo que estavam numa sala cheia de caras que lhes eram conhecidas ficaram bem juntinhos balançando ao mesmo ritmo.


Como é óbvio isto não passou despercebido a nenhum dos convidados,mas sabiam que ao fazer qualquer tipo de comentário ou menos um olhar “suspeito” ia fazer com que Daniela se afastasse. Deixaram-se ficar na pista pelas horas seguintes e só quando grande parte dos convidados começaram a ir embora é que Daniela e Rúben tomaram noção das horas que eram. Quando já estavam praticamente sozinhos no local da festa, Rúben entrelaçou a sua mão na de Daniela e levou-a dali para fora.

-Rúben tenho de ir para casa com elas.

-Não, hoje ficas comigo.-Daniela franziu a testa ao ouvi-lo.-Só te peço que venhas comigo.

-Está bem.

Respondeu-lhe lançando-lhe um sorriso,sem olhar para trás e de mãos dadas entraram no carro de Rúben.Daniela não fez qualquer pergunta pelo caminho, pois sabia que Rúben não lhe ia dar qualquer pormenor de onde iriam,só quando lá chegou é que se apercebeu do que ele tinha andado a planear.

-Então deixa ver se percebi...Levas me da festa sem me dizer para onde vamos,durante todo o caminho não falaste uma palavra sobre como ia ser a nossa noite e agora, pelo que vejo, trazes-me para um hotel na tentativa de termos uma noite romântica.- disse Daniela pouco depois de entrarem no quarto,querendo se meter com ele, falando com um sorriso nos lábios.

-Nada disto!-falou Rúben fazendo-se  de inocente.-Isto era uma surpresa e como tal não te podia dizer para onde íamos,durante o caminho não falei porque queria aumentar o suspense e trouxe-te comigo até aqui porque depois da tarde que tive passada na loja de tatuagem estou mesmo a precisar de miminho...-terminou fazendo beicinho o que fez Daniela gargalhar.

-A precisar de miminho?-voltou a soltar uma audível gargalhada.-Só te fiz ganhar coragem para ires com esta ideia para a frente Rúben.

-Eu sei,eu sei...-aproximou-se dela.

Agarrou-a e puxou-a para perto dele.Deu início a uma serie de beijos.Primeiros nos lábios de Daniela para de seguida passar para o pescoço.Sem afastar os seus corpos foram andando até perto da cama.Ao chegar perto desta caíram ficando Daniela por cima..Assim que ficaram deitados Rúben aproveitou a oportunidade e levou as suas mãos ao vejo de vestido de Daniela.Mantendo os seus lábios colados, abriu este e mando-o para o chão. Separou,segundos depois, as suas  bocas descendo pelo o seu pescoço e parou ao chegar aos peitos de Daniela.Ainda por cima do soutien,encheu aquela zona do corpo de Daniela de beijos. Voltou a descer com suas mãos mas desta vez ele deixou-as parar nas suas coxas,puxando-a para ele. Sem separarem os seus lábios, Daniela que tinha as mãos nos ombros dele levou-as até ao delineado pela camisola de Rúben,mandando esta também para o chão. As mãos de Daniela percorreram o tronco dele, sem qualquer pressa… Primeiro pelo seu peito, de seguida pelos abdominais,parando nas calças dele, voltando outra vez a subir. Beijou-o nos lábios por alguns segundos e depois beijou os seus abdominais. Aí deu uso à sua língua tocando em cada pedaço da pele dele,enquanto Rúben a observava atentamente. Puxando para cima,Rúben deixou a sua mão direita descer pelo tronco de Daniela e só parou ao tocar na parte mais sensível do corpo dela... Assim que o fez ouviu-se um gemido vindo da boca de Daniela. Ele não parou por ai e mesmo por cima do tecido fez o possível para que ela ficasse completamente fora de si. Não querendo terminar por ali beijou o corpo  dela, descendo em linha recta. Parou onde ele à pouco tinha usado a sua mão direita. Tirou-lhe a tanga e  atirou-a para perto do resto da roupa. Daniela logo depois sentiu os lábios dele na sua barriga, enquanto ele continuava com as caricias... Agora Daniela não conseguia controlar os gemidos que eram bem audíveis. Quando não aguentava mais com aquilo agarrou os braços de Rúben e puxou-o. Daniela viu assim uma forma de deixá-lo também no mesmo estado em que ela se encontrava. Assim que ficou sobre ele, as suas mãos foram ao fecho das calças dele. Abriu-as rapidamente e mandou-as ir fazer companhia ao resto da roupa! Não estava para perder tempo e retirou-lhe  também os boxers. A sua mão desceu pelo tronco do Rúben e parou onde sabia que ia lhe levar ao máximo.Com a sua mão direita ia fazendo com que ele ficasse no mesmo estado que ela.Sentou-se sobre a sua cintura e ele levou as suas mãos até às alças do soutien de Daniela. Retirou cada uma delas a seu tempo e depois  abriu o fecho deste. Viu-se livre do soutien e levantando o seu tronco beijou peitos de Daniela mas estando agora estes completamente despedidos.
Pouco depois Rúben tirou um dos preservativos mas  Daniela “roubou-o” da mão dele e tratou do resto. Entregaram-se um ao outro até ficarem sem forças adormecendo nos braços um dos outros.

***

Rúben acordou e ao olhar para o seu lado esquerdo sorriu.Daniela dormia que nem um anjo.Ficou uns segundos a mirá-la e depois levantou-se com imenso cuidado para não a acordar.Pediu para trazerem o pequeno almoço ao quarto e só depois de este chegar é que se aproximou da Daniela.Sentou-se na cama, inclinou-se e beijou-a no pescoço.Pouco depois foi subindo, beijando-a de seguida no rosto e por fim nos lábios. Ela acordou com os beijos de Rúben e de imediato respondeu a estes.Rúben separou as suas bocas para lhe avisar que tinham vindo trazer o pequeno almoço.

-Hmm ainda bem.Estava cá com uma fome..-disse Daniela aproximando-se do 
tabuleiro de comida,com um lençol enrolado no seu corpo.Acabando por fazer Rúben sorrir ao observá-lá.

-Mas espera, que tenha algo para ti.

-Hãn?-Daniela olhou-o.

-Toma.-deu-lhe uma caixa negra e assim que Daniela a agarrou Rúben deu alguns passos em frente e uniu os seus lábios por rápidos segundos para depois se sentar na cama olhando-a.

-O que é isto?

-É o teu presente,Dani.-ela olhou-o e depois abriu a caixa.Olhou com ar surpreso e mesmo confuso.-Gostas?


-Rúben é lindo mas.

-Mas nada.-levantou-se e foi para perto dela.Da caixa tirou o colar abriu este e colocou-o em volta do pescoço de Daniela.-Não deves ter reparado que  na parte da frente do colar falta uma pequena pedra mas está aqui.-disse e virou a pequena chapa de metal do colar mostrando que no lado oposto estava apenas uma das pedras brilhantes.-E isso para  te mostrar, que tal como esta pequena pedra que vai estar sempre bem perto de ti também eu vou fazer o mesmo.

Daniela olhou-o sem reacção.Levou a mão até peito e tocou no colar,baixando depois a cabeça ficando a olhar para a peça de joelheira que Rúben lhe tinha oferecido.Voltou a encará-lo e respirando fundo falou.

-Rúben o colar é lindo mas não sei se consigo aceitar..

-É que nem penses!-respondeu Rúben rapidamente.-Comprei-o a pensar em ti Dani,faço questão que fiques com ele.-ela olhou-o, ainda com a mão direita sobre o colar,fazendo nascer um sorriso no seu rosto.

-Está bem, aceito.-ele voltou a juntar os seus lábios mas segundos depois Daniela pôs termo aquele beijo.-Eu vou ter de ir embora Rúben.

-Não me digas que vais continuar a fugir?!Daniel...

-Nada disto!-interrompeu-o.-É que hoje é o último dia que a minha mãe está em Portugal...Quero aproveitar para estar com ela,acho que compreendes.

-Ah é verdade..-disse Rúben,baixando a cabeça.Apesar de não a querer ver ir embora compreendia a razão para tal.Daniela aproximou o seu rosto do dele e beijou-o.Depois de o fazer procurou a sua roupa e vestiu-se,enquanto Rúben lhe olhava.Ele entrelaçou a sua mão na dela e acompanhou-a até à porta.Após uma longa despedida Daniela abriu a porta mesmo assim antes de a fechar deu alguns passos para voltar a unir a sua boca à do Rúben. 

Ele ficou mais algum tempo no quarto.O suficiente apenas para se vestir, indo depois até sua casa. Após ter almoçado e ido treinar Rúben recebeu uma visita, que não esperava.

-Como estás?-perguntou Rúben a Isa segundos depois de lhe abrir a porta.

-Bem e tu?

-Também.A recuperar as forças depois da festa de ontem...

-Eu acho que não foi da noite que tiveste, sim porque reparei nas horas que a Daniela chegou lá a casa hoje!-Rúben sorriu meio acanhado.-Mas não vim cá para te falar sobre isto.Queria te dar algo..-abriu a mala e procurou pelo que tinha trazido para o Rúben.-Aqui está!

-O que é isto?-Rúben agarrou no CD que Isa lhe deu com ar confuso.

-Sei que parece estranho te dar isto mas tens apenas de ouvir a faixa que aí está e vais entender tudinho!

-Mas não  podes dizer o que está aqui?

-Não!Tens mesmo de ouvir isto,prestar atenção a cada palavra e acredita que depois vais saber o que fazer...-abriu a porta .-Bem Rubinho já fiz o meu trabalho.Txau!-acenou e saiu.

-Adeus!!

Rúben ficou a olhar para aquele CD sem saber porque raio Isa tinha ido até lá a casa para lhe dar aquilo.O que estaria ali? Sem querer perder mais tempo foi satisfazer a curiosidade.Chegou à sala abriu o leitor de CD e colocou este lá dentro.Mesmo antes de carregar no play ouviu o seu telemóvel parou o que estava a fazer e foi atender a chamada.

***

Daniela foi buscar a mãe e saíram as duas de casa.Primeiro almoçaram com os avós de Daniela e ,querendo aproveitar as últimas horas em que Sofia estava em Portugal,foram dar um passeio até Belém.Quando voltavam  do seu passeio Daniela sugeriu uma certa companhia para o jantar.

-Queres convidar o Rúben?-interrogou-lhe Sofia com espanto e ao mesmo tempo contentamento por ver aquela atitude da filha.

-Sim,se não se importar.

-Claro que não!Acho uma óptima ideia,vá pega no telemóvel e telefona-lhe!-Daniela sorriu com o que a mãe falou e pegando no telemóvel tratou de fazer o convite.-Então?Ele aceitou?

-Sim,daqui a pouco passamos por casa dele e depois vamos jantar.-a mãe de Daniela sorriu ao ouvi-la.

Seguiram para o carro e Daniela rumou em direcção da casa do Rúben.A mãe de Daniela ficou no carro enquanto ela saiu.Chegou à casa de Rúben e tocou à campainha.Quando saiu  ao ver Daniela, Rúben fez surgir um sorriso nos seus lábios.Falou um “Olá”,colocou a sua mão na cintura de Daniela e beijou-a.Ficaram ausentes da realidade até Daniela ter tomado consciência que tinha a mãe à sua espera.

-A minha mãe está no carro...-falou com os seus lábios a milímetros de distância dos de Rúben,fazendo-o sorrir. Foram depois até ao carro.Após Rúben ter cumprimentado Sofia, Daniela ligou o carro e saíram dali indo até ao restaurante.E para a grande despedida nada melhor do que sushi!

-Sofia quando está pensar a visitar a Daniela?-perguntou Rúben à mãe de Daniela, no inicio da refeição.

-Ainda não tenho a certeza,gostava de voltar a Portugal no Verão mas não sei se o poderei fazer...Mas se isto não acontecer a Daniela pode me ir visitar e tu mesmo podes ir com ela.

-Pois,no outro dia eu e a Daniela falamos sobre esta possibilidade.-Sofia olhou para a filha com um sorriso enorme,após ter ouvido Rúben.

-A sério?

-Sim,o Rúben não conhece bem a cidade por isto é que fiz esta sugestão.-falou Daniela tendo Sofia sorrindo e acenado com a cabeça.

Continuaram com a conversa durante toda a refeição.Depois do jantar,voltaram os três para o carro e seguiram para a casa do Rúben.Quando Daniela estacionou o carro Rúben agradeceu,uma vez mais, pelo convite, despediu-se de Sofia e tirando o cinto inclinou-se para a frente.Colocou a mão na cintura de Daniela,e sem que ela esperasse,juntou os seus lábios.Não se importou minimamente  que a mãe de Daniela também estivesse dentro do carro e beijou-a sem pressas.

-Adeus.-falou depois de a beijar.Abriu a porta e saiu.Daniela ficou uns segundos estática e ao voltar a cair na realidade apenas ligou o carro e tentou agir como se da tivesse acontecido.Ao olhar para o rosto da mãe de imediato falou.

-É que nem comente!

-Eu só ia dizer que ficam extremamente fofos juntos e que tens a minha aprovação,mas se não queres falar sobre isto nem digo mais uma palavra!

***

Cada vez que Sofia vinha visitar a filha a despedida era sempre o mais difícil.Por mais que Daniela resistisse às suas emoções quando abraçou a mãe pelo última vez  encheram-se  seus olhos de lágrimas.De lenço na mão Daniela saiu do aeroporto e ao chegar ao carro,apressou se a ir até casa.

***

Por ter chegado ontem tão tarde Rúben nem se lembrou do que Isa lhe tinha vindo lhe entregar.Após ter chegado do treino,pousou o seu saco sob o sofá e verificou se o CD continuava ainda dentro do leitor e logo depois carregou play.No CD continha apenas uma música e rapidamente ele se apercebeu de quem era aquela voz.Mas desde logo fez o que Isa falou e prestou atenção a cada palavra que Daniela cantava.

video



Assim que a música terminou Rúben agarrou nas chaves e saiu.

Olá meninas!!
Espero mesmo que tenham gostado deste capitulo e peço imensas desculpas por ter demorado imenso tempo a postar...Mas tem sido dificil escrever....Espero que mesmo assim continuem a acompanhar esta história. :)
Fico à espera das vossas opiniões,mesmo sendo curtas quero saber o que acharam!!
Beijinhos para todas!